Como se organizar financeiramente para 2018 em 4 passos!

À medida que você está encerrando um ano e resolvendo tornar o próximo ainda melhor — seja com o que tiver em mente — lembre-se de que seu plano financeiro também deve estar pronto para o novo ano. Você precisa examinar o que você fez com o seu dinheiro em 2017 e considerar quais as despesas que enfrentará em 2018. Em suma, você precisa se organizar financeiramente para 2018.

Pensando nisso, aqui estão alguns passos para construir o seu orçamento e começar o ano novo com o pé direito!

Reveja como foi sua vida financeira ano passado

Olhando para o seu fluxo de caixa (tudo que entrou e saiu das suas contas) de 2017, você terá uma boa ideia do que você pode esperar em 2018. Digite os detalhes o mais profundamente possível, repassando sua conta bancária e declarações de cartão de crédito durante todo o ano para ver onde todo seu dinheiro foi.

Soa como muito trabalho? Existem algumas ferramentas digitais que podem te ajudar a se organizar financeiramente. Você pode usar aplicativos que usam gráficos e tabelas para te mostrar exatamente onde você gastou seu dinheiro.

Você também pode ver quais ferramentas seus bancos e emissores de cartão de crédito fornecem. Eles só permitem que você rastreie o dinheiro que você mantém com essas contas particulares, mas se você usar apenas um cartão de débito ou de crédito para a maioria de seus gastos, isso pode ser tudo o que você precisa.

Também não releve o poder da caneta e do papel — ou de uma planilha do Excel. Controlar manualmente seus gastos pode dar-lhe uma boa oportunidade para estudar de perto seus hábitos financeiros.

Preveja o futuro para se organizar financeiramente

Em seguida, considere quais as novas despesas que você pode precisar para adicionar ao seu orçamento. Por exemplo, se você tiver um (ou nove) casamentos que você planeja participar em 2018, você pode avaliar o que precisará economizar para arcar com presentes e outros gastos agora.

Você também quer pensar nas contas irregulares que aparecem aleatoriamente, como pagamentos de seguros e impostos. E não se esqueça de eventos especiais, incluindo aniversários e feriados.

Uma boa ideia é colocar um preço na despesa e economizar por um pouquinho a cada mês. Você também pode adicionar mais 10% ao seu plano de gastos para “necessidades diversas”. Então, se você costuma gastar R$ 2.000 por mês, adicione mais R$ 200 mensalmente para cobrir esses extras.

Conheça seus objetivos para 2018

Além de cobrir suas contas atuais, você precisa pensar em financiar seu futuro. Isso pode incluir metas de curto prazo, como tirar férias agradáveis neste verão ou comprar um carro, ou metas de longo prazo, como comprar uma casa ou se aposentar. Descubra o quanto você precisará para alcançar cada objetivo e trabalhe essas economias em seu orçamento.

Crie fundos para cada objetivo em sua própria conta de poupança. Alguns bancos permitem que pelo Internet Banking você rotule os valores dentro de uma conta, podendo rotular suas economias para, digamos, emergências, viagens, compra do carro, férias etc. Nomeá-las ajuda você a se manter atento para não desviar o dinheiro para outras coisas.

Ajuste-se conforme necessário

Com todos os números apresentados, você pode realmente ver se o seu fluxo de caixa está indo onde quer que ele vá. Você pode achar que suas despesas superam sua renda — o que é péssimo para sua saúde financeira —, ou que você gasta mais do que você gostaria em alguns itens, ao mesmo tempo em que está economizando pouco.

Se for esse o caso, procure onde você pode se dar ao luxo de cortar e mudar seus hábitos de gastos para se organizar financeiramente. A alimentação, geralmente, é um lugar onde acabamos gastando mais do que o necessário. Em vez de ir a restaurantes quatro vezes na semana, que tal fazer o jantar em casa todos os dias?

E se você tem filhos, estimule a participação deles nas economias. Se houver algo que eles desejem comprar, faça um plano com eles para que isso seja conquistado. Ter sua família atuando como uma equipe pode ajudar a manter seus planos financeiros no caminho certo, além de ensinar seus filhos bons hábitos desde cedo.

Tente encontrar pelo menos um pagamento recorrente que você pode cancelar. Pode ser uma assinatura de uma revista que você não consegue olhar o tempo todo ou aquele pacote de canais de filmes que você quase nunca assiste. O custo isoladamente pode parecer mínimo, mas todos essas pequenas quantias se somam e acabam crescendo.

2018 traz consigo alguns novos desafios. Seja quais forem as mudanças que aconteçam no novo ano, você e seu orçamento devem estar preparados.É importante diminuir a velocidade — o início do ano é um ótimo momento para fazer isso — e realmente pensar em como se organizar financeira para começar o ano bem e sem dívidas!

Para continuar acompanhando dicas de como melhorar sua vida financeira, siga nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as nossas novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *