Empoderamento financeiro da mulher: por que você deve ficar ligada nesse conceito?

O empoderamento feminino vem ganhando espaço na mídia e em debates nas redes sociais. E um dos pontos do debate tem sido a questão financeira. Você já parou para pensar sobre a questão do empoderamento financeiro feminino? Sabe o que esse conceito significa e como isso acontece na prática? Pois é disto que vamos falar nesse post.

O que é empoderamento financeiro?

Esse conceito pode parecer complexo, mas não é. Empoderar significa dar poder, ou seja, empoderamento financeiro nada mais é do que dar a alguém poder sobre suas finanças. E não, isso não é algo apenas para quem tem muito dinheiro.

Na verdade, todo mundo deveria ter poder sobre suas finanças e isso vai além de apenas ter controle sobre suas contas, embora isso também seja muito importante. Passa também por ter conhecimento e informação que lhe permitam ter um controle maior sobre suas finanças. Assim você pode tomar decisões monetárias mais embasadas e com muito mais segurança.

Logo, empoderamento financeiro é muito mais sobre conhecimento e organização do que sobre poder aquisitivo. Justamente por isso é um conceito que pode e deve estar acessível ao maior número possível de pessoas, incluindo você.

Como o empoderamento financeiro pode ajudar as mulheres?

Cada vez mais as mulheres vêm ganhando espaço no mercado de trabalho e os níveis de escolaridade femininos também vêm crescendo. Também é muito comum ver mulheres sendo as responsáveis financeiras pelas suas famílias. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2015, cerca de 40% dos lares brasileiros eram chefiados por mulheres. E mesmo em muitos dos lares em que elas não são as responsáveis financeiras, elas também colaboram com as contas da casa.

Mesmo diante de todos esses fatos, ainda existem muitas mulheres em situação de vulnerabilidade financeira, seja por não serem as principais responsáveis pelo sustento da casa, por não trabalharem ou até mesmo por ganharem menos que os homens na mesma função. Aliás, a na mesma pesquisa do IBGE foi apontado que as mulheres ganham em média 31% a menos que seus colegas homens.

Por conta dessa vulnerabilidade em que muitas mulheres ainda se encontram, é muito importante falarmos de empoderamento feminino também nas finanças.

Como buscar o empoderamento financeiro?

Existem muitas formas pelas quais as mulheres podem buscar seu empoderamento, confira algumas delas:

  • Buscar conhecimento sobre finanças é o primeiro passo. Procure aprender sobre os principais termos financeiros, entender os serviços bancários que você utiliza e conhecer algumas técnicas de organização das contas.
  • Manter-se bem informada também é fundamental. Acompanhe as notícias, saiba como estão as taxas de juros, os impostos que estão aumentando, etc.
  • Conheça seus gastos e suas receitas. Saiba onde e como você gasta, de onde vem seu dinheiro, quanto você tem a cada mês, quanto sobra, etc.
  • Faça um controle financeiro. Use um caderno, uma planilha ou um aplicativo (o que preferir) e acompanhe mês a mês a sua situação.
  • Negocie suas dívidas. Mesmo que você não tenha dinheiro para quitar tudo agora, procure algum tipo de negociação que caiba no seu orçamento para que essas contas não virem uma bola de neve.
  • Guarde dinheiro. Ter uma reserva monetária é uma excelente opção para se sentir menos vulnerável e ficar mais segura em caso de algum imprevisto.

Sabe quem pode ser um grande aliado do empoderamento financeiro das mulheres? O SD Bank, que conta com uma série de serviços financeiros inovadores, inclusive para quem ainda não tem ou teve uma conta no banco. Clique aqui e conheça mais sobre esses serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *